sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Mais mudanças na Diocese de Caicó




O Bispo da Diocese de Caicó, Dom Antônio Carlos, fez mais algumas mudanças com Padres da Diocese, desta vez será a que o Pe. Rivaldo Pereira, atual pároco de Lagoa Nova, que iria ser reitor do Seminário Menor em Caicó, irá para Belo Horizonte/MG onde será o Reitor dos seminaristas de nossa diocese, que estão em Natal cursando teologia. O Pe. Rodrigo Jovita, que estava para ir para a Paróquia de Santo Estevão, diácono, em Caicó, irá ser o Reitor do Seminário Menor em Caicó e, Administrador da Paróquia de São Francisco em Caicó. O Pe. João Diniz Júnior, Vigário Paroquial da Paróquia de São Sebastião em Parelhas irá para ser o Administrador da Paróquia de Santo Estevão, Diácono, em Caicó, dando sua contribuição na formação dos seminaristas da Diocese.

O amor abre as portas da esperança, não a letra da lei, disse o Papa Francisco



O amor abre as portas da esperança, não a letra da lei – esta a principal mensagem do Papa Francisco na homilia da Missa em Santa Marta na sexta-feira dia 31 de outubro.

O Santo Padre desenvolveu a ideia de que os cristãos que ficam tão presos à lei esquecem-se da justiça. Partindo do Evangelho do dia em que Jesus pergunta aos fariseus se é lícito ou não curar aos sábados, o Papa Francisco refere que eles não respondem e Jesus tomou o doente pela mão e curou-o. Diante da verdade os fariseus calam-se – afirmou o Santo Padre que considerou ainda que estas pessoas viviam tão presas à lei que negavam a ajuda mesmo aos pais idosos, com a desculpa de terem dado tudo em doação ao Templo:

“Este caminho de viver presos à lei afastava-os do amor e da justiça. Preocupavam-se com a lei e ignoravam a justiça e o amor. E para essas pessoas, Jesus só tinha uma única palavra: hipócritas. De um lado, vão em busca de prosélitos. E depois? Fecham a porta. Homens de fechamento, tão presos à letra da lei, mas não à lei, que é amor; e sempre fechavam as portas da esperança, do amor, da salvação... Homens que sabiam somente fechar”.

Santo do Dia: Santo Afonso Rodrigues?



Quem foi Santo Afonso Rodrigues? Rodrigues nasceu em Segóvia na Espanha, veio à luz aos 25 de julho de 1532. Pertencente a uma família cristã, teve que interromper seus estudos no primário, pois com a morte do pai, assumiu os compromissos com o comércio. Casou-se com Maria Soares que amou tanto quanto os dois filhos, infelizmente todos, com o tempo, faleceram.

Virtude: Ao entrar em crise espiritual, Afonso entrega-se à oração, à penitência e dirigido por um sacerdote, descobriu o seu chamado a ser Irmão religioso e assim, assumiu grandes dificuldades como a limitação dos estudos. Vencendo tudo em Deus, Afonso foi recebido na Companhia de Jesus como Irmão e depois do noviciado foi enviado para o colégio de formação. No colégio, desempenhou os ofícios de porteiro e a todos prestava vários serviços, e dentre as virtudes heróicas que conquistou na graça e querendo ser firme na fé, foi a obediência sua prova de verdadeira humildade.

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Falou o Papa Francisco: “o diabo não é um mito, é preciso combatê-lo com a verdade”



A vida cristã é uma “luta” contra o demônio, o mundo e as paixões da carne. Foi o que afirmou o Papa na Missa presidida esta manhã na Casa Santa Marta.

Na homilia, Francisco comentou as palavras de São Paulo que, dirigindo-se aos Efésios, “fala da vida cristã numa linguagem militar”. O Pontífice destacou que “a vida de Deus deve ser defendida, se deve lutar para levá-la avante”. Portanto, são necessários força e coragem “para resistir e para anunciar”. Para prosseguir na vida espiritual – reafirmou – é preciso lutar. Não se trata de um simples confronto, mas de uma luta contínua. Francisco identificou três inimigos da vida cristã: “o demônio, o mundo e a carne”, ou seja, as nossas paixões, “que são as feridas do pecado original”. Certamente, observou, “a salvação que Jesus nos dá é gratuita”, mas somos chamados a defendê-la:

“Do que me devo defender? Que devo fazer? ‘Revestir-nos da armadura de Deus’, nos diz Paulo, ou seja, aquilo que é de Deus nos defende para resistir às insídias do diabo. Não se pode pensar numa vida espiritual, numa vida cristã, sem resistir às tentações, sem lutar contra o diabo, sem vestir esta armadura de Deus que nos dá força e nos protege.”

"A Igreja somos todos nós. Quem é pecador, levante a mão!", disse o Papa Francisco



Foi nesta quarta-feira (29) que o Papa Francisco foi à Praça São Pedro receber os fiéis e turistas que o aguardavam para a audiência pública semanal. Atendendo, como sempre, às expectativas dos presentes, o Pontífice deu a volta na Praça com o papamóvel cumprimentando e sorrindo a todos, retribuindo o carinho e o entusiasmo da multidão.

Em sua catequese, Francisco explicou que a Igreja compõe-se de uma realidade espiritual e de uma realidade visível. Com efeito, edificada pelo Espírito Santo como Corpo de Cristo, a Igreja é visível, por exemplo, nas estruturas e pessoas que guiam as nossas comunidades. Ao citar aqui as pessoas que guiam a Igreja, não quero dizer que a sua realidade visível se limite ao Papa, aos bispos, aos sacerdotes, às pessoas consagradas; é formada por todos os baptizados que seguem e imitam Jesus, indo ao encontro dos que sofrem ou estão abandonados para lhes dar alívio, conforto e paz. Todos formam a realidade visível da Igreja. “Como podemos entender a relação entre a realidade espiritual da Igreja e a visível?”, perguntou.

“Antes de tudo, quando falamos da realidade visível, não devemos pensar apenas no Papa, nos Bispos, nos padres, nas freiras e nas pessoas consagradas. Ela abriga também muitos irmãos e irmãs batizados que no mundo creem, esperam e amam e que em nome de Jesus, se aproximam dos mais sofredores e últimos para lhes oferecer alívio, conforto e paz. Assim, é difícil compreender toda a dimensão da Igreja visível, já que não podemos medir o bem que ela faz".

Santo do Dia: São Marcelo, o centurião?


Quem foi São Marcelo, o centurião? Marcelo foi um oficial romano em Tingis, hoje Marrocos.

Virtude: Ele denunciou as cerimonias pagãs planejadas para a celebração do aniversário do imperador e foi trazido a presença de Aurélius, o deputado pretoriano. Marcelo debateu a causa da sua fé com eloquência durante a audiência. O debate entre Marcellus e Aurelius e a ata do martírio de Marcelo é extensa.

Ele foi condenado a morte pela espada. O notário do julgamento, São Cassiano recusou-se a produzir uma ata do jeito que o imperador queria e foi tambem martirizado e morto.

Morte: Marcelo, o Centurião, morreu em 298 martirizado.

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Santo do Dia: São Narcísio de Jerusalém?

Quem foi São Narcísio de Jeruzalém? Narcísio nasceu em 99 DC e o historiador Euzébius conta que muitos  de seus milagres ainda  são lembrados pelo povo de Jerusalém.

Virtude: Na vigília da Páscoa  o óleo para as lâmpadas havia acabado, Narcicio ordenou que se colocasse nelas água. Após, ele  orou e para  a surpresa de todos a água foi convertida em óleo para as lâmpadas que foram acesas e permaneceram acesas toda noite. Algum desse óleo ainda era  guardado por lá quando Euzebius escreveu a sua história.  

Embora Narcisius fosse velho quando assumiu a Sé de Jerusalém ele não era um Bispo fraco. Censurava a preguiça e a indiferença entre os leigos e o clérigos de sua diocese. Talvez por causa de sua severidade ele provocou a hostilidade de alguns e certa vez três pessoas juraram que ele havia cometido um crime hediondo. Um deles disse: “Se eu estiver mentindo que seja queimado”, o segundo disse: “Que eu morra leproso” e o terceiro : “Que eu fique cego”.

Pouco tempo depois, o primeiro com toda a sua família morreu em um incêndio em sua casa, logo depois o segundo morreu de lepra. O terceiro, com muito medo, foi a praça pública e confessou toda a trama, mas chorou tanto, tanto que acabou ficando cego. Embora vingado Narcicius usou a acusação como desculpa para se retirar em oração, uma ambição que ele muito queria.

terça-feira, 28 de outubro de 2014

Novas mudanças na Diocese de Caicó



Mesmo depois das primeiras mudanças feitas pelo Bispo da Diocese de Caicó Dom Antônio Carlos, no mês de agosto, deste ano de 2014, outras foram realizadas, pelo mesmo e, anunciadas hoje, dia 28 de outubro. O Pároco da Paróquia de Nosso Senhora do Ó da cidade de Serra Negra do Norte, Everaldo Araújo de Lucena, será transferido para a Paróquia de Sant’Ana em Santana do Seridó. Quem iria para Santana do Seridó era o Pe. José Marcos, que ficará mesmo na Paróquia da Imaculada Conceição em Currais Novos, onde está atuando. Já o Pe. Givanildo, que está na Paróquia de São João Batista em Cerro Corá, irá para Serra Negra, de Nossa Senhora do Ó. 

Essas são situações que visam o bem da Igreja que está no Seridó, mesmo que muitas vezes causem tristeza por parte das pessoas que se apegaram aos padres, e até dos sacerdotes que se sentem seguros em uma determinada paróquia.

Oremos pelos nossos sacerdotes transferidos e, pelas comunidades que receberão os novos pastores.